Uso de drogas também pode prejudicar a visão

Uso de drogas também pode prejudicar a visão

Post 07/04/15

 

37-Uso_de_drogas

 

Outra situação que pode levar o usuário de droga a desenvolver problemas nos olhos é o fato de permanecer por muito tempo com os olhos abertos.

Os meios de comunicação têm alertado frequentemente a população e as autoridades sobre aos malefícios causados pelo uso de drogas. O que poucos sabem é que além de provocar dependência, danos neurológicos e prejuízos sociais, a droga também afeta os olhos. Isso vale para o uso crônico de cocaína, crack, heroína e também ecstasy. Em alguns casos, o vício pode levar à cegueira total e parcial.

 

Para o oftalmologista Leôncio Queiroz, do Instituto Penido Burnier, hospital especializado em olhos, usuários de cocaína, crack e êxtase também correm maior risco de apresentar alterações na pressão ocular, já que essas drogas elevam a pressão arterial e podem levar à arritmia cardíaca. “Quem já tem tendência a desenvolver glaucoma pode ficar mais suscetível à doença caso esteja com a pressão ocular alta”, diz. A pressão alta também propicia o surgimento de manchas de hemorragia nos olhos, que tendem a desaparecer com o tempo.

 

Queiroz lembra que as drogas também podem levar ao aumento do hormônio cortisol, sintetizado pelas glândulas suprarrenais, o que acarreta uma sensação de visão turva e desfocada. Outros hormônios também sofrem alterações, como a melatonina, que só é secretada durante o sono. Como o usuário perde o sono, esse hormônio fica em falta e seu efeito antioxidante que protegeria os olhos é anulado.

 

Outra situação que pode levar o usuário de droga a desenvolver problemas nos olhos é o fato de permanecer por muito tempo com os olhos abertos. “Pessoas sob o efeito de drogas pesadas perdem o reflexo de piscar os olhos, o que leva a um ressecamento, fazendo surgir uma úlcera”, diz Neves. O uso de colírios vasoconstritores para disfarçar os olhos vermelhos também pode aumentar o risco de catarata.

Fonte: Abióptica

Os comentários estão desativados.